Você sabe o que é o GH, o hormônio do crescimento?

 

Como o próprio nome sugere, o GH (hormônio do crescimento) é a substância que controla o crescimento do nosso corpo1 .  Ele é produzido a partir da glândula chamada pituitária, ou hipófise, que fica localizada na base do nosso cérebro 1. É o hormônio do crescimento o responsável por ajudar as crianças no crescimento linear, ou seja, na estatura, assim como no aumento de massa muscular e redução da gordura corporal1. 

Em adultos, o GH não causa crescimento, mas ajuda a manter a estrutura normal do corpo e o metabolismo2,  processo pelo qual as células transformam os alimentos em energia e produzem outras substâncias de que o corpo necessita, 1 inclusive ajudando a manter equilibrados os níveis de glicose no sangue2. 

O trabalho do hormônio do crescimento

É importante saber que a liberação do GH no nosso organismo não é contínua. Ela acontece de forma pulsátil, ou seja, o GH é liberado em forma de pulsos a cada certo período de tempo2.   Tudo isto controlado por dois outros hormônios: o liberador do GH, que estimula a hipófise a liberar o hormônio do crescimento, e a somatostatina, que inibe essa liberação2. Além disso, durante a puberdade, ocorre um aumento no nível desta substância2.  Por isso ela é tão importante no período da infância e adolescência.

Atenção aos números do GH

Como qualquer elemento em nosso corpo, os níveis do hormônio do crescimento precisam estar equilibrados2.  Muito raramente, podem ocorrer níveis aumentados de GH em crianças antes de atingirem a sua altura final2.  Caso isto aconteça, o pequeno pode vir a desenvolver um crescimento excessivo dos ossos, o que irá resultar em uma altura anormal da criança. Isso é comumente conhecido como gigantismo2. 

Com o passar dos anos, caso os cuidados não sejam tomados durante a infância, é possível que o déficit de GH tragam consequências na entrada da fase adulta, como baixa sensação de bem-estar, aumento da gordura corporal, risco de doenças cardíacas, além de fraqueza no coração, músculos e ossos 2. Por se tratar de um problema menos raro do que o excesso de hormônio, o déficit de GH deve ser o maior ponto de atenção durante a fase de crescimento2. Uma vez detectado e com o tratamento adequado, as crianças terão uma vida normal e saudável.

E a condição pode estar presente desde o nascimento da criança. 2 As causas são diversas , por isso, é de extrema importância conversar com o pediatra do seu filho para realizar todos os exames, ou até mesmo procurar um endopediatra, que é o endocrinologista pediátrico. Eles saberão indicar o melhor tratamento  para o pequeno.

 

Referências:

  1. Kato Y, Murakami Y, Sohmiya M, Nishiki M. Regulation of human growth hormone secretion and its disorders. Intern Med. 2002;41(1):7-13.
  2. Brinkman JE, Tariq MA, Leavitt L, Sharma S. Physiology, growth hormone. In: StatPearls. StatPearls Publishing; 2021.