Dicas

Qual é a altura ideal para cada idade?

Preocupado(a) com a estatura do seu filho(a)? Nós estamos aqui para te ajudar!

Consultas médicas periódicas, vacinas, atenção redobrada com as refeições nas horas certas e com as noites de sono… Parece que as preocupações com um(a) filho(a) nunca acabam, não é mesmo?

E para completar, você não tem certeza se ele(a) está crescendo como deveria.

Fique tranquilo(a), pois essa dúvida é muito mais comum do que você imagina. Definir a altura ideal para cada idade é complexo, uma vez que não se trata apenas da consulta a uma tabela de médias: cada caso deve ser avaliado com muita cautela por um médico que levará em conta os fatores relacionados à saúde e à genética da criança.

Todavia, há sim um parâmetro a ser considerado. Vamos entender melhor sobre o assunto?

 

Altura ideal para cada idade: os cuidados devem começar na gestação

O ideal é que o monitoramento de crescimento de um indivíduo seja iniciado no período gestacional (vida intrauterina) e estendido até o fim da puberdade – por volta dos 18 anos de idade – fase média na qual o mesmo atinge até 99% de sua altura final 1.

Sendo assim, o acompanhamento periódico com o obstetra e pediatra são indispensáveis.

Apenas para ilustrar: após o nascimento, os resultados serão regularmente inseridos nas chamadas “curvas de crescimento”. Essa prática é muito importante para avaliar o ritmo de desenvolvimento da criança e seus fatores determinantes 2.

 

Parâmetros de crescimento

Conforme reforçamos, cada criança precisa ser tratada de maneira individual.

No entanto, em linhas gerais, há um ritmo de crescimento considerado normal para as etapas da vida:

 

Entre o nascimento e o 1º ano de vida: 25 cm/ano;

Entre o 1º e 3º ano: 12,5 cm/ano;

3º ano: 7 a 8 cm;

3º ano até a pré-puberdade: 5 a 7 cm/ano;

Durante a puberdade: 7 cm/ano 3.

 

Além disso, vale destacar que a média entre meninos e meninas é variável. Enquanto as meninas crescem de 8 a 10 cm/ano nesta “última fase”, os meninos crescem de 10 a 12 cm/ano, de acordo com dados da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

Considerando os números acima, esclarecemos que o período de maior desenvolvimento de uma criança não se dá durante a puberdade – como muitos pensam, e sim durante o primeiro ano de vida. Neste período, o bebê cresce bastante e, logo após, há uma diminuição no ritmo. Só então na fase da pré-adolescência que ocorre o estirão puberal* 3.

 

*Estirão puberal ou estirão do crescimento é a fase de crescimento acelerado que ocorre durante a puberdade e dura entre 3 e 4 anos, em média.

Aproximadamente, representa de 20% do ganho de estatura e 50% do peso total do indivíduo 4.

 

O que é estatura-alvo? Como calculá-la?

A estatura-alvo – também conhecida como altura-alvo – é obtida através de um cálculo para verificar se o percentil de desenvolvimento corporal da criança é o esperado para sua idade.

A fórmula é a seguinte:

 

Meninos = Altura da Mãe (cm) + (Altura do Pai (cm) + 13) / 2

Meninas = Altura da Mãe (cm) + (Altura do Pai (cm) – 13) / 2. 5

 

O resultado do cálculo sinaliza a média de crescimento da criança a partir de sua família – porém, há uma variação média de 5 cm na conta 5.

Por exemplo: se uma menina tem uma mãe com 165 cm e um pai de 175 cm, sua estatura-alvo será de aproximadamente de 163 cm, com uma variação entre 158 cm e 168 cm.

 

Altura ideal para cada idade e os distúrbios do crescimento

Até aqui, sabemos que o desenvolvimento físico de uma criança está relacionado a questões como nutrição, sono adequado, saúde física, emocional e afins. Entretanto, sejam por questões genéticas, tumores ou deficiências idiopáticas (quando as causas são desconhecidas), pode ocorrer um atraso nesse processo. A esse atraso, damos o nome de distúrbio do crescimento.

Nessa jornada que propomos com o Além da Altura, explicaremos questões acerca dos principais distúrbios. Contudo, se você percebeu que seu filho(a) não está crescendo conforme a média para sua idade, a solução mais adequada é procurar um Endocrinologista Pediátrico e iniciar uma investigação o quanto antes.

Afinal, descobertas precoces, na maioria das vezes, tornam os tratamentos muito mais efetivos!

Desse modo, seu filho(a) terá uma infância feliz e saudável! E você poderá se preocupar um pouquinho menos (se é que isso é possível, pois pai e mãe dormem com um olho aberto e outro fechado).

 

Até a próxima!

Time Além da Altura

 

*Sempre procure orientações médicas. Os conteúdos disponíveis neste site são exclusivamente para fins informativos e, de forma alguma, substituem a avaliação detalhada do Endopediatra.

 

Leia nossos conteúdos relacionados:

Como identificar problemas de crescimento infantil?
7 dicas para seu filho(a) crescer saudável!
Síndrome de Turner e outras causas para a baixa estatura em crianças

—–

Referências bibliográficas:

  1. Manual MSD – Versão para Profissionais de Saúde. Crescimento físico e amadurecimento sexual dos adolescentes. [Último acesso em setembro de 2021]. Disponível em: https://www.msdmanuals.com/pt-br/profissional/pediatria/crescimento-e-desenvolvimento/crescimento-f%C3%ADsico-e-amadurecimento-sexual-dos-adolescentes.
  2. Ministério da Saúde – Secretaria de Atenção Primária à Saúde (SAPS). Curvas de Crescimento da Organização Mundial da Saúde – OMS. [Último acesso em setembro de 2021]. Disponível em: https://aps.saude.gov.br/ape/vigilanciaalimentar/curvascrescimento.
  3. Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). Crescimento – Departamento Científico de Endocrinologia. [Último acesso em setembro de 2021]. Disponível em: https://www.sbp.com.br/especiais/pediatria-para-familias/desenvolvimento/crescimento/#:~:text=a)%20Nascimento%20%E2%80%93%201%20ano%20de,a%2012%20cent%C3%ADmetros%20ao%20ano).
  4. CHIPKEVITCH, Eugenio. Avaliação clínica da maturação sexual na adolescência (Clinical assessment of sexual maturation in adolescentes). J Pediatr (Rio J) 2001; 77 (Supl.2): S135-S142. [Último acesso em setembro de 2021]. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/295792/mod_resource/content/1/port.pdf.
  5. Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). Cuidados com a Saúde – Crescimento. [Último acesso em setembro de 2021]. Disponível em: https://www.sbp.com.br/especiais/pediatria-para-familias/noticias/nid/crescimento/.